quinta-feira, 28 de abril de 2011

Pesquisa confirma que redes sociais sao coqueluche nacional

Pesquisa feita pela e-Life no final do ano passado com quase mil usuários de redes sociais em todo o país confirma a tese de que elas se tornaram uma coqueluche nacional.

Para você ter uma ideia, basta dizer que, segundo a pesquisa, 42% dos brasileiros passam mais de 40 horas semanais nas redes sociais. Isso equivale à carga horária de muitos trabalhadores.

Nos últimos dois anos, a rede social que mais ganhou espaço no Brasil foi o Facebook, que passou de 49% de penetração em 2009 para 91% no final de 2010 e já é o serviço com maior proporção de cadastrados por aqui. Em segundo lugar vem o Twitter e em terceiro fica o antigo líder, o Orkut.

Mas quando a gente observa qual rede é mais acessada por seus usuários, aí o Twitter passa à frente. Aliás, enquanto o Facebook, o Orkut e o MSN servem principalmente para conectar amigos, o Twitter funciona também para manter o usuário bem informado, e esta seria a sua grande vantagem.

Para terminar, vale dizer que cerca de 98% dos internautas pesquisados acessam a web de casa e 68% fazem isso também no trabalho. Chama a atenção o fato de que 45% deles já navegam na web a partir de seus celulares. Por isso mesmo, as redes sociais também ganham espaço na hora das compras - o estudo mostrou que pesquisar preços e opções de produtos dentro das lojas é algo cada vez mais comum.

Fonte: http://www.bluebus.com.br/show/1/103174/pesquisa_confirma_que_redes_sociais_sao_coqueluche_nacional_e_outros_dados

segunda-feira, 18 de abril de 2011

"iPad brasileiro” deve custar menos de R$ 1.000

Com a produção local e redução de impostos, tablet da Apple pode ter corte de cerca de 30% nos preços; modelo mais barato atualmente sai por 1.400 reais

O iPad “nacional”, com início de produção previsto pelo governo brasileiro para até novembro, deve custar menos de 1 mil reais, de acordo com a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica). Segundo a associação, o preço do tablet deve cair cerca de 30%, se confirmada a produção local e sua mudança de classificação para computador, requisitos para os incentivos fiscais da Lei de Informática do governo federal.

Atualmente, o iPad, cujo modelo mais básico custa 1.400 reais no País (500 dólares nos EUA), não possui classificação formal junto à Receita Federal –
assim como os outros tablets vendidos por aqui. Fazendo uma conta rápida, um corte de 30% deixaria o modelo de entrada do gadget da Apple custando 980 reais.

O analista da consultoria IT Data, Ivair Rodrigues, reforça o cálculo. “Se ele (iPad) for realmente enquadrado como computador, deve cair cerca de 30% logo de cara. Deve custar menos de mil reais com a fabricação local.”

Impostos
De acordo com a Abinee, como é importado, o aparelho da Apple paga todos os impostos atualmente: IPI (15%), Imposto de Importação (12%), ICMS (12%) e PIS/COFINS (9,25%). Se mudar sua classificação para computador e for realmente produzido no Brasil, o tablet terá o já citado desconto de cerca de 30%, com o PIS/Cofins sendo isento, o Imposto de Importação caindo para 10%, o IPI sendo alterado para 3% (redução de cerca de 80%), enquanto o ICMS deve ser mantido em 12%.

A Associação e empresas do setor esperam que em até dois meses seja publicada uma definição sobre a classificação e tributação dos tablets no País. Esse resultado também é esperado pela Motorola, que produz o tablet Xoom no País, equipamento que começa a ser vendido até o final deste mês por 1.900 reais (modelo apenas com Wi-Fi).

Segundo reportagem publicada pela Folha.com esta semana, diante de uma suposta dificuldade de enquadrar os tablets como computadores (em razão da falta de teclado físico), integrantes do governo defendem uma classificação própria para esses produtos, o que ocasionaria uma diminuição menor dos impostos.

“Está todo mundo esperando para ver se os tablets terão mesmo esse apelo tão grande. Será natural a entrada de outras empresas nesse mercado. Mas não influenciadas diretamente pela possível produção local do iPad, até porque muitas delas já estudavam essa possibilidade de produzir no Brasil”, diz Rodrigues.

Preços em queda
Rodrigues, da IT Data, acredita que, além da queda inicial de 30%, é possível que o iPad fique ainda mais barato em um futuro próximo. “Esse produto ainda possui um espaço grande para mais quedas de preço. Desde o ano passado já caiu cerca de 10%." Estudo publicado pela Gartner no início deste mês aponta que o valor dos tablets no exterior deve cair pela metade até 2015 - passando de 543 dólares para 263 dólares.

Fonte: Macworld

Fortaleza Peba 1

Fortaleza Peba. Veja o cotidiano dos cidadãos de Fortaleza, uma cidade turística que está abandonada pela sua prefeita Luizianne Lins.

sábado, 16 de abril de 2011

Comitiva de Bill Gates é detida pela polcía Federal no Amazonas

Cerca de dez americanos que seriam da equipe de apoio do dono da Microsoft, Bill Gates, que está de férias no Amazonas, estão na sede da Policia Federal, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, em Manaus. O grupo foi detido no final da tarde desta sexta-feira (15) por estarem trabalhando irregularmente no pais.
Segundo fontes da PF, o mega empresário americano está de férias no Amazonas e as dez pessoas detidas estariam em um dos iates que compõem a comitiva de Gates. Há informações que o grupo terá que deixar o Brasil em, no máximo, três dias.
Na sede da Federal ninguém autorizou a entrada da imprensa, mas da portaria é possível ver o grupo na recepção, entre eles há pelo menos uma mulher. Os agentes de plantão negaram que o grupo esteja envolvido em algum tipo de delito ou que sejam funcionários do dono da Microsoft, porém não foi explicado o motivo de estarem sendo ouvidos.
Não há informações se Gates está entre o grupo.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Barato Que Só

Site de compras coletivas não é mais nenhuma novidade, mas um site sortear um iPad para os cadastrados, isso é uma novidade e tanto! Nenhum desses sites fez um sorteio desses.

Barato Que Só é um site de compras coletivas cearense onde o nome já diz tudo!

Eu já me cadastrei, se você quiser participar pasta se cadastrar no site http://www.baratoqueso.com.br (veja o regulamento).

domingo, 3 de abril de 2011

Mídias Sociais e Empresas: Uma Relação de Sucesso.

Extraído do blog: MESTRESEO

Importantes ferramentas para quem atua em qualquer área relacionada à web atualmente, as mídias sociais têm sido cruciais para as empresas e todo seu processo de divulgação de marcas e produtos. Prova de todo esse processo são as grandes mídias existentes como o Twitter, o Orkut e o Facebook.

Embora cada empresa faça sua estratégia em mídias sociais como bem entende, sabemos que nossa área exige uma alta capacidade de planejamento e organização e com as mídias sociais não poderia ser diferente. Pensando nisso, disponibilizarei quatro dicas essenciais para estabelecer uma forte relação entre as mídias sociais e sua empresa.

1. Atinja seu Público-Alvo

Como todos sabem, as mídias sociais estão repletas de grupos de pessoas interligadas. Isso já facilita e muito encontrar pessoas que possuam possível interesse em seu produto.

O desafio atual é o de encontrar essas pessoas. Afinal, cada mídia social funciona de uma maneira.

  • O Twitter disponibiliza o Search Twitter. Uma espécie de Search Engine do Twitter, ele acompanha os tweets mais recentes relacionados a uma determinada palavra ou usuário. Isso possibilita uma área muito grande de atuação, pois, além de monitorar o que falam recentemente de seu produto, ainda traz a possibilidade de se acompanhar certos perfis de usuários que de algum modo estão relacionados à sua campanha de divulgação.
  • O Orkut e o Facebook disponibilizam vários fóruns (também conhecidos como comunidades) sobre assuntos diversos. Criar uma conta de sua empresa nestas mídias e criar fóruns sobre seu produto pode atrair diversos usuários e suas opiniões até o seu conhecimento.

Manter uma constante monitoração de quem se associa e o que falam sobre seu produto e trabalhar em cima destas opiniões e usuários é fundamental para seu sucesso.

2. Monitorando suas mídias

Manter-se informado sobre o que dizem de seu produto, e se possível, responder a todos os elogios, críticas e opiniões já é uma ótima maneira de monitorar os usuários. Porém, existem algumas ferramentas que facilitarão essa monitoração:

  • Mais uma vez, você pode usar Search do Twitter para manter o olho em todas as conversações em curso no mundo do Twitter que se relacionam com o seu produto.
  • Para o monitoramento geral de sites, notícias e blogs use o Google Alerts para o seu produto. Ele monitora as principais palavras-chaves relacionadas, acompanhando seus desempenhos.
  • Para acompanhar especificamente o que dizem os blogueiros, você pode usar o Technorati ou Google Blog Search. Ambos podem ajudá-lo a monitorar o que os eles estão dizendo sobre seu produto.
  • Uma ferramenta interessante para se fazer essa monitoração em mídias sociais é o Trackur. Uma ferramenta que permite a monitoração de tudo o que dizem sobre seu produto na web, de modo simples e rápido. Apesar de ser um serviço pago, o retorno deste investimento, dependendo de sua estratégia pode ser muito positivo para sua empresa.

Essa monitoração é muito importante, principalmente quando ocorrem críticas sobre o seu produto. Saber controlar, reparar e responder essas críticas a tempo é importante para evitar prejuízos maiores. Utilize as mídias sociais com inteligência, a exemplo da Dell, Starbucks e Comcast, que utilizam o Twitter como veículo de promoção de seus produtos e de atendimento aos seus clientes.

3. Saiba Utilizar bem as Promoções

Promoções em mídias sociais podem se tornar um grande hype se passadas aos contatos corretos. Saber por onde começar a divulgar suas promoções é o caminho. Não se esqueça de que se o usuário simpatiza com seu produto, não será problema para ele divulgá-la.

Como exemplo básico disso, temos a função RT do Twitter. Envie uma mensagem sobre determinada promoção e faça a análise. A maioria de seus seguidores enviará um RT sobre o que foi dito sobre o seu produto.

Logicamente, uma promoção bem estruturada e criativa chamará mais atenção de seu seguidor, o que facilitará a propagação da mesma através da rede.

4. SEO

Fator que não pode ser deixado de lado, o SEO, tem grande relação com as mídias sociais. Afinal, as mesmas são grandes fornecedoras de tráfego. Claramente, nem sempre irão gerar o tipo de tráfego que irá converter em vendas, mas farão aumentar a agitação, reconhecimento e autoridade para o seu site. Podemos citar vários fatores:

  • Possibilitam atrair um público alvo, que frequenta um outro site mais relevante e visível, atraindo então, visitas de qualidade e altamente relacionadas ao conteúdo disponibilizado;
  • Permitem a ampliação de seu conteúdo ao analisar o comportamento do seu público alvo. Levando ao aperfeiçoamento de seu produto, atraindo cada vez mais tráfego de qualidade e logicamente bons links apontando para seu site;
  • Promove o fornecimento de conteúdo diferenciado e relevante para determinados grupos de pessoas, não sendo necessariamente um conteúdo relacionado ao qual você trabalha;
  • A construção e o reconhecimento trabalhados na marca e conteúdo criam links naturais, autoridade e credibilidade para seu site em qualquer assunto relacionado a seu produto.

Mídias Sociais também são ótimas maneiras para se obter links para o seu site. Como uma página é promovida por várias pessoas, redes diferentes estarão ligadas a ela. Estas ligações incluem tweets, comunidades do Orkut e até links em blogs. Todas estas ligações podem ajudar a melhorar a autoridade do seu site e elevar a classificação nos resultados de pesquisa.

Conclusão

Independentemente de como é feita sua estratégia de marketing nas mídias sociais, cada empresa tem grandes possibilidades para aproveitar nestas ferramentas. E a melhor forma de começar essa estratégia é seguindo alguns passos:

  • Tenha um blog em seu site. É através dele que o conteúdo será gerado e consequentemente divulgado nas mídias sociais. Gerando assim uma grande interação entre seus clientes;
  • Possuir uma conta no Twitter vai lhe dar um lugar para interagir com seu público e também promover os artigos do seu blog e de outras fontes que você achar interessante. É importante, porém, que não divulgue apenas seu conteúdo. Mostre que você faz parte da comunidade;
  • Criar uma página de fãs no Facebook, principalmente se você trabalha com vendas internacionais. O Facebook não tem muita força no Brasil, porém, nos EUA é a rede mais acessada;
  • Utilizar páginas de perfil em mídias como StumbleUpon, Digg e Delicious lhe dará um lugar para criar links para seu conteúdo. Certifique-se também de criar links para seu site em seu perfil.

Esses são alguns passos básicos a se seguir, porém, não é só.As mídias sociais são um vasto campo para os usuários trabalharem suas marcas. Não se prenda ao básico, análise, estude e veja qual o melhor caminho para o seu sucesso. Aproveite tudo o que essa importante relação tem a oferecer.

Divulgue este artigo!

Injeção de SQL já compromete mais de 380 mil URLs nos últimos 3 dias

UPDATE (01/4, 14h17)
A companhia de segurança Websense anunciou nesta quinta-feira (31/3) que um ataque de SQL descoberto na última terça-feira já comprometeu 380 mil URLs na internet. Há dois dias, o número de sites afetados era de 28 mil. Segundo as últimas informações, há poucos minutos, as URLs infectadas já chegavam a 500 mil.

O hack, apelidado de Liza Moon, encaminha os internautas dos sites afetados para a página de um antivirus falso - que, no momento, está fora do ar. Segundo um post no blog oficial da Websense, essa é uma das maiores injeções de SQL que a empresa já detectou.

A companhia também alertou para a presença de alguns endereços do iTunes comprometidos, mas a Apple afirmou que o sistema não executa esses códigos, portanto seus usuários estão salvos.